ROSANA

PALAZYAN

Rosana Palazyan nasceu em 1963, no Rio de Janeiro, Brasil

Graduated in Architecture and Urbanism by Gama Filho University in 1986 and studied visual arts at School of Visual Arts of Parque Lage between 1988 and 1992, both in Rio de Janeiro, Brazil.

Since the beginning of her career, the artist develops a possible poetic about violence and social reality, processing losses, traumas and social deficit. In this context, between 1989 and 1996, she carried out works driven by autobiographical memory and from 1997 to 1999 researched real events extracted from newspapers. In 1998, her work acquires a new body when she decided to extend her research to a direct contact with reality in the social fabric. Since then it has been constituted as an approximation and dialogue processes, in particular with those who are in situations of exclusion and are invited to participate in a relationship grounded in social listening. Exchanges established in this process are transformed into works that gently amplify the voice of these people and sensitize the public on their relationship issues.

In 27 years of production, artworks in a variety of mediums and materials, such as: Communion wafers, clothes, pillows, toys, furniture, gas balloons, plants … are displaced from their original context and combined to the diversity of expressive mediums as: embroidery, drawing, printing, installation, video, photography, performance and public art projects – that transform and promote experiences on new ethical and aesthetic bases in the field of art, life and society. Among the exhibitions, stands out the participations in five international biennials. In the most recent, the 56th International Biennial of Art in Venice (2015), Italy – took part in the Republic of Armenia National Pavilion which was awarded the Golden Lion for Best National Pavilion.

Expos Individuais

2010
Casa França Brasil, Rio de Janeiro

2006
Galeria Leme, São Paulo

2004
O Lugar do Sonho, Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo

2003
Casa da Ribeira, Natal



2002
Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro

2000
Museo de Arte Contemporáneo Rufino Tamayo, Cidade do México

Galeria Thomas Cohn, São Paulo.

1998
Bedtime Stories, George Adams Gallery, Nova York

Galeria Thomas Cohn, São Paulo.



1996
Thomas Cohn Arte Contemporânea, Rio de Janeiro

1995
Espaço Cultural Sérgio Porto, Rio de Janeiro

1994
Galeria Macunaíma / Funarte, Rio de Janeiro

GROUP EXHIBITIONS



2017
São Paulo não é uma cidade – invenções do centro, Sesc 24 de maio, curadoria de Paulo Herkenhoff e Leno Veras

Aquilo que nos une, curadoria Isabel Sanson Portella, Caixa Cultural de São Paulo, SP

2016
A cor do Brasil, Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil

Linguagens do corpo carioca [a vertigem do Rio], Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil

Aquilo que nos une, Caixa Cultural, Rio de Janeiro, Brasil

World Water Joy: A work in progress, exposição digital, Art for the world (www.artfortheworld.net), Genebra, Suiça

2015
56th International Venice Art Biennale – Armenity, Artists from Armenian Diaspora, Pavilhão Nacional da República da Armênia, Mosteiro Mequitarista, Ilha San Lazzaro degli Armeni, Veneza, Itália - Curadoria

Adelina von Fürstenberg – Prêmio Leão de Ouro de Melhor Pavilhão Nacional.

Álbum de Família, Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, Brasil

2014
Há escolas que são gaiolas, há escolas que são asas, Museu de Arte do Rio, Rio de janeiro, Brasil

2013
Rosa Daninha? , Artur Fidalgo Galeria – Armazém Fidalgo, Rio de Janeiro

O Abrigo e o Terreno. Arte e Sociedade no Brasil I, inauguração do Museu de Arte do Rio – MAR, Rio de Janeiro, Brasil

4th Thessaloniki Biennale of Contemporary Art, Everywhere but now, Geni Tzami, Thessaloniki, Grécia.

Curadoria Adelina von Fürstenberg

2012
Poemas, Centro Cultural Calouste Gulbenkian, Rio de Janeiro, Brasil

2011
A Rua, Festival Europalia Brasil, Museum van Hedendaagse Kunst Antwerpen, M HKA , Antuérpia, Bélgica

Jogos de Guerra, Caixa Cultural, Rio de Janeiro, Brasil

Vieira da Silva/Arpad Szenes e Rupturas do Espaço na Arte Brasileira, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil

2010
Paralela 2010, Liceu de Artes e Ofícios, São Paulo, Brasil

Jogos de Guerra, Fundação Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil

2009
7º Bienal do Mercosul- Radiovisual, Fundação Bienal Mercosul, Porto Alegre, Brasil. Curadoria Lenora de Barros

Pretty Tough: Contemporary Storytelling, The Aldrich Contemporary Art Museum, CT, EUA



2008
Arte pela Amazônia – Arte e Atitude, Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo.

Paralela 2008, Liceu de Artes e Ofícios, São Paulo.

Bordando Arte, Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo.

2007
Um Atlas de acontecimentos, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.

Mulher Mulheres, Sesc Avenida Paulista – São Paulo.

Intimidades, Galeria Marília Razuk, São Paulo.

2006
A imagem do Som: Futebol, St. Elizabeth Kirche – Berlin, Alemanha.

Manobras Radicais, Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo.

Paralela 2006, Pavilhão Armando de Arruda Pereira, Parque do Ibirapuera, São Paulo.

Exposição Permanente na Galeria de Arte Brasileira Moderna e Contemporânea, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro.

2005
Rampa: Signaling New Latin Art Initiatives, Arizona State University Art Museum- Arizona, USA

Educação, Olha! , A Gentil Carioca, Rio de Janeiro

Homo Ludens – Do Faz-de-conta à Vertigem, Itaú Cultural, São Paulo

Limite como Potência – Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro

2004
26ª Bienal Internacional de São Paulo, Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria Alphons Hug

Inauguração Galeria Leme, São Paulo

2003
Arte e Sociedade – Uma relação polêmica, Itaú Cultural, São Paulo

Infantil, A Gentil Carioca – Rio de Janeiro

Múltiplos Inéditos, HAP Galeria, Rio de Janeiro

2002
Magic Expeditions – tour with mysterious feelings – Museum Folkwang – Essen, Alemanha

Morro Labirinto, Paço Imperial, Rio de Janeiro

Arte Contemporânea, coleção CGS, Novas aquisições, Culturgest, Lisboa

Andar com Fé – Galerias do SESC, Rio de Janeiro

2000
A Imagem do Som de Gilberto Gil , Paço Imperial, Rio de Janeiro

O Século das Mulheres, Casa de Petrópolis, Rio de Janeiro

Corporal, Galeria Ybacatu, Curitiba

Coletiva Galeria Sérgio Porto, Rio de Janeiro



1999
Os 90, Paço Imperial, Rio de Janeiro

Identidades: Artistas de América Latina y del Caribe, Passage de Retz, Paris

1998
Saint Sinners, George Adams Gallery, Nova York

The Present Absent, Centre Gallery, Miami Dade Community College, Miami

1997
1ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre, Brasil. Curadoria Frederico Morais.

6ª Bienal de La Habana – El Individuo y su Memória, Havana, Cuba. Curadoria Ibis Hernandez

L.A. International Biennial Invitation, Iturralde Gallery, Los Angeles

Intervalos, Paço das Artes, São Paulo

Asi esta la cosa: Arte, objeto y instalaciones de América Latina, Centro Cultural Arte Contemporáneo A.C. – México City, México.

1995
2º Salão de Arte Bahia, Museu de Arte Moderna, Salvador – Prêmio Aquisição

XI Mostra América de Gravura, Curitiba

Coletivo Singular, Paço Imperial, Rio de Janeiro

Romance Figurado, Museu Nacional de Belas Artes – Rio de Janeiro

Infância Perversa, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro e Bahia

1994
Projeto Macunaíma, Palácio da Cultura, Rio de Janeiro
Imagens Indomáveis, Escola de Artes Visuais do Parque Lage – Rio de Janeiro

18º Salão Carioca de Arte, RIOARTE, Rio de Janeiro – Prêmio de Participação

1993
13º Salão Nacional de Artes Plásticas, Palácio da Cultura, Rio de Janeiro – Prêmio Aquisição

Diversidade, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro

1991
10º Salão de Arte do Pará, Galeria Rômulo Maiorana, Pará – Prêmio Aquisição

1990
22º Salão Nacional de Arte, Museu de Arte de Belo Horizonte, Belo Horizonte

Aprofundamento I, Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro

Novos Novos, Galeria Centro Empresarial do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

1989
13º Salão Carioca de Arte, RIOARTE, Rio de Janeiro

Prêmios e Bolsas

2015
56th International Venice Art Biennale – Armenity, Artists from Armenian Diaspora, Pavilhão Nacional da República da Armênia, Mosteiro Mequitarista, Ilha San Lazzaro degli Armeni, Veneza, Itália -Curadoria Adelina von Fürstenberg – Prêmio Leão de Ouro de Melhor Pavilhão Nacional.

1995
2º Salão de Arte Bahia, Museu de Arte Moderna, Salvador – Prêmio Aquisição



1993
13º Salão Nacional de Artes Plásticas, Palácio da Cultura, Rio de Janeiro – Prêmio Aquisição



1991
10º Salão de Arte do Pará, Galeria Rômulo Maiorana, Pará – Prêmio Aquisição