LUCAS

SIMÕES

Lucas Simões
Catanduva-SP, 1980. vive e trabalha em São Paulo.

Lucas Simões vive e trabalha em São Paulo, com formação em arquitetura e design. Suas experiências em arquitetura redefiniram suas percepções de arte e abriram novos caminhos de descoberta. Na arquitetura, ele diz, ‘um desenho é mais do que um desenho: é a intenção de que algo de concreto vai se materializar através do processo de construção’. Esta perspectiva tem influenciado seu processo de desenho e sua abordagem construtiva em seu trabalho com colagem e escultura.

Com grande inventividade, Simões utiliza matérias-primas tais como mapas, livros e fotografias, que ele então dobra, corta e desconstrói em novas formas. “No meu trabalho”, explica ele, “a materialidade do suporte é importante. O processo de fabricação do suporte é parte da obra, e é conseguido por meio de experiências tais como a queima, o corte, distorções ou diluições, as quais, em suas formas mais extremas, podem destruir o objeto”.

Em suas experiências construtivas em obras distorcidas e de muitas e espessas camadas, a intenção de Simões é intervir no sentido original de um objeto ou imagem e criar uma nova representação que oscila entre a beleza e estranheza, movimento e profundidade. “Há uma espécie de perversão nisso, em tirar o significado de algum contexto”, diz ele. “Estranheza é algo que me fascina, e torná-la bonita é ainda melhor.”

(Tristan Manco, em “Raw + Material = Art” – Ed. Thames and Hudson, 2012, Reino Unido)

Expos Coletivas

2015
Perpetual Instability – Space in Between gallery, London

2014
Concreto / concreto: Plano Piloto, Solo Project, Art Rio 2014

Língua Franca: Art From Brazil- Galeria The Place Downstairs, Londres

Tudo deixará de Existir – Feito por Brasileiros, Hospital Matarazzo, São Paulo

Decifrações – Espaço Ecco, Brasília

KM.0, Antology of the tree – SOUNDOUT! Festival, Berlim

Deluded Detachment – Solo Project, Arco Madrid

La Historia La Escriben Los Vencedores, OTR Espacio de Arte, Madrid

Operações Fotográficas – Sesc Vila Mariana, São Paulo

Deluded Detachment, Solo Project – ARCO Madrid, Espanha

La historia la escriben los vencedores, OTR Espacio de arte, Madrid, Espanha

2013
Amor e ódio à Lygia Clark, Zacheta National Gallery, Varsóvia – Polônia

Imagine Brazil – Astrup Fearnley Museet, Oslo

Emmathomasteca – galeria Emma Thomas, São Paulo

Prêmio Foco- Bradesco Art Rio, Art Rio, Pier Mauá, Rio de Janeiro

Coleção Itaú de fotografia brasileira, Casa das Onze Janelas, Belém, Pará

Beyond the Library – Frankfurt Buchmesse, Frankfurt

Além da biblioteca – Itochu Aoyama Art Square, Tokyo

Betão à vista, Mube – Museu Brasileiro da Escultura, São Paulo

Manifesto, Contra – plataforma editorial Colaborativa, São Paulo

La Velada de Santa Lucia, Maracaibo, Venezuela

Corpo Estranho // Foreign Body, Another Vacant Space, Berlin, Deutschland

Doações recentes, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, São Paulo, Brasil



2012
dimensão encerrada – Instituto Pivô, Edifício Copan, São Paulo

After image – the photographic process(ed), Cerritos College Art gallery – Los Angeles, USA

Something About the State of Being– Philip J. Steele Gallery, Denver, USA

Coleção Itaú de Fotografia – Paço Imperial , Rio de Janeiro

Flesh Garden – La Petite Mort Gallery, Ottawa, Canada/Casa Brandon, Buenos

Aires, Argentina/Sala +18, Santiago, Chile

Elogie Du vertige -Maison Européenne de la Photographie , Paris

2011
Novas Aquisições, MAC-USP, São Paulo

Geração 00, a nova fotografia brasileira , Sesc Belenzinho, São Paulo

YESSR, Centro Cultural El Columpio , Valparaíso – Chile

2010
Souvenir, Kulturflur, Hildesheim – Alemanha

Projeto Incubadora, Galeria Olido, São Paulo

Desmanche, exposição individual Galeria Emma Thomas, São Paulo

Arsenal, Galeria Emma Thomas, São Paulo

Salão de pequenos formatos da Amazônia – UNAMA – vencedor do Grande Prêmio MARP – Museu de Arte de Ribeirão Preto, selecionado pelo programa de exposições 2010

Citi Novos Artistas, Espaço Cultural Citibank, São Paulo

Expos Individuais

2014
NotUrna – Pivô; Instituto Figueiredo Ferraz; Biblioteca Mario de Andrade

Deserto – Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, Recife

2013
Descmanche, Caixa Cultural, São Paulo

o peso, o tempo , Galeria Emma Thomas, São Paulo

Desmanche, Caixa Cultural, Rio de janeiro

2010
é de papel o mundo que eu conheço, Galeria Emma Thomas

Prêmios e Bolsas

2013
Prêmio Foco Art Rio, Rio de Janeiro

2010
Salão de pequenos formatos da Amazônia – UNAMA – vencedor do Grande Prêmio, Belém, PA

2009
Prêmio Citi Novos Artistas, Espaço Cultural Citibank, São Paulo